Questões Globais

ACNUR e UNICEF assinam acordo para proteger crianças refugiadas e apátridas no Brasil

BRASÍLIA – O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no Brasil assinaram nesta terça-feira um Memorando de Entendimento para fortalecer a proteção de crianças refugiadas e aquelas em situação de apatridia que vivem no país. O acordo prevê a atuação conjunta das agências na articulação de ações que garantam os direitos de crianças e adolescentes solicitantes de refúgio e refugiados, em especial aqueles que chegam ao Brasil separados ou desacompanhados de suas famílias. Outro ponto do memorando é facilitar o acesso a registros de nascimentos, principalmente para crianças Saiba Mais

Acnur faz festa para crianças refugiadas no Brasil

Brasília - O Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) realiza esta quarta-feira (20), uma festa para crianças refugiadas que vivem no Brasil. A festa acontece na Casa de Cultura do Varjão, em Brasília, e em outras seis cidades do país. O evento é uma iniciativa da ONG brasileira “Eu Conheço Meus Direitos”, Ikmr, na sigla em inglês, em parceria com o Instituto Migrações e Direitos Humanos para marcar o Dia Universal da Criança, informa a Rádio ONU. A data foi criada pela ONU em homenagem à Declaração dos Direitos da Criança, em 1959. O Brasil abriga 4.400 refugiados de vários Saiba Mais

IKMR promove festa em Brasília para comemorar o Dia Universal da Criança

BRASÍLIA, 19 de novembro de 2013 (ACNUR) – Nesta quarta-feira, dia 20 de novembro, a partir das 14h, Brasília recebe o encerramento de uma extensa programação dedicada às crianças refugiadas que vivem no Brasil. Cerca de 20 pequenos refugiados de nacionalidades como Colômbia, Paquistão e Sudão irão ganhar brinquedos e uma animada festa na Casa de Cultura do Varjão. A data também celebra o Dia Universal da Criança, instituído pelas Nações Unidas em homenagem à Declaração dos Direitos da Criança, em 1959. A iniciativa é da ONG brasileira “Eu Conheço Meus Direitos” (IKMR, na sigla em inglês) em parceria com Saiba Mais

Minas acolhe imigrantes de países latinos

O terremoto no Haiti em 2010 provocou uma fuga sem precedentes naquele país. Na primeira onda, em 2011, a predominância era de homens urbanos e considerável parte se estabeleceu na Grande BH, atraída pelos parques industriais, comércio informal e construção civil. Na segunda onda, em 2012, vieram os trabalhadores rurais, que se concentraram, em sua maioria, no Sul de Minas, onde muitos atuam até hoje em lavouras. Agora surge a terceira onda, que traz, em escala ainda maior, mulheres e crianças, ao mesmo tempo em que desponta a primeira geração de brasileiros-haitianos. Em todas as fases, no entanto, imperam a Saiba Mais

Malala promove projeto educacional para crianças sírias refugiadas

Malala Yousafzai, a estudante paquistanesa que sobreviveu a um ataque de talibãs, retornou nesta segunda-feira (23) à Nova York para promover um projeto educacional para milhares de crianças sírias refugiadas no Líbano. O projeto busca escolarizar 400 mil crianças “o quanto antes”, explicou em uma coletiva de imprensa o ex-primeiro-ministro britânico Gordon Brown, enviado especial da ONU para a educação global. O custo anual do projeto é estimado em US$ 175 milhões. O projeto, que deve ser implementado em parceria com o governo libanês, “poderá começar em breve, utilizando as escolas que já existem e os professores sírios refugiados”, explicou. Para Saiba Mais

Família síria paga US$ 10 mil para acelerar fuga de menino ao Brasil

Mohammad Farid* tinha 9 anos quando viu os tanques do Exército da Síria entrando na cidade de Homs para reprimir as primeiras manifestações contra o governo do presidente Bashar al-Assad. Ele vivia com o pai entre Homs e Aleppo , duas cidades que se tornaram foco da sangrenta guerra civil de mais de dois anos do país, e teve de viajar com um desconhecido que recebeu US$ 10 mil (mais de R$ 22,5 mil) para trazê-lo em segurança ao Brasil. Hoje, aos 11 anos, Mohammad é um dos 202 refugiados sírios que tentam reconstruir suas vidas no País e superar Saiba Mais

ADRA oferece ajuda a famílias de refugiados

A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) tem oferecido assistência a centenas de famílias de refugiados que fogem do conflito na Síria. Desde o ano passado, a ADRA ofertou a mais de cem famílias, ajuda em dinheiro para cobrir despesas com aluguel na Jordânia. A agência também tem parceria com o governo da Alemanha para distribuir roupas de inverno para cerca de 3.500 famílias que vivem no campo de refugiados de Al Zaatari, em Mafraq. Segundo a ONU, 70 mil sírios já morreram em dois anos de guerra civil. E o número de pessoas que se refugiaram na Jordânia, Líbano e Turquia já passa de 1,5 milhão. Saiba Mais

Angelina Jolie pede ajuda para refugiados sírios

A atriz norte-americana, embaixadora das Nações Unidas, retomou a sua atividade humanitária após a dupla mastectomia a que se submeteu em fevereiro. Ao lado de António Guterres, na Jordânia, Angelina Jolie apelou à ajuda aos refugiados sírios. “A maior crise humanitária do século XXI classificou a atriz”, durante uma visita ao campo de refugiados sírios de Zaatari, na Jordânia, na quarta-feira. “No final do ano, metada população síria — 10 milhões de pessoas — estará deslocada ou a precisar de ajuda urgente”, afirmou a atriz, embaixadora da ba vontade das Nações Unidas para os refugiados, após um encontro com António Saiba Mais

Página 33 de 34« Primeira...1020...3031323334
Voluntários

Loja Virtual

Em Breve
Close